29 de nov de 2010

SOMENTE ASSIM

EM FAVOR DE TÍ MESMO

Em Favor de Você Mesmo !

Aprenda a ceder em favor de muitos, 
para que alguns intercedam em seu benefício 
nas situações desagradáveis.
*
Ajude sem exigência para que outros o auxiliem, 
sem reclamações.
*
Não encarcere o vizinho no seu modo de pensar; 
dê ao companheiro oportunidade 
de conceber a vida tão livremente quanto você.
*
Guarde cuidado no modo de exprimir-se; 
em várias ocasiões, as maneiras 
dizem mais que as palavras.
*
Refira-se a você o menos possível; 
colabore fraternalmente nas alegrias do próximo.
Evite a verbosidade avassalante; 
quem conversa sem intermitências, 
cansa ao que ouve.
*
Deixe ao irmão a autoria das boas idéias 
e não se preocupe se for esquecido, 
convicto de que as iniciativas elevadas 
não pertencem efetivamente a você, 
de vez que todo bem procede originariamente 
de Deus.
*
Interprete o adversário como portador 
de equilíbrio; se precisamos de amigos 
que nos estimulem, necessitamos igualmente 
de alguém que indique os nossos erros.
*
Discuta com serenidade; 
o opositor tem direitos iguais aos seus.
*
Se você considerar excessivamente 
as críticas do inferior, 
suporte sem mágoa as injunções 
do plano a que se precipitou.
*
Seja útil em qualquer lugar, 
mas não guarde a pretensão 
de agradar a todos; 
não intente o que o próprio Cristo 
ainda não conseguiu.
*
Defrontado pelo erro, 
corrija-o primeiramente em você, 
e, em seguida, nos outros, 
sem violência e sem ódio.
*
Se a perfídia cruzar seu caminho, 
recuse-lhe a honra da indignação 
examine-a, com um sorriso silencioso, 
estude-lhe o processo calmamente e, 
logo após, transforme-a em material 
digno da vida.
*
Ampare fraternalmente o invejoso; 
o despeito é indisfarçável homenagem ao mérito e, 
pagando semelhante tributo, 
o homem comum atormenta-se e sofre.
*
Habitue-se à serenidade e a fortaleza,
nos círculos da luta humana; 
sem estas conquistas dificilmente sairá 
você do vaivém das reencarnações inferiores.

Xavier, Francisco Cândido.

NÃO TE DESANIMES

VENCERÁS
Não desanimes.
Persiste mais um tanto.
Não cultive pessimismo.
Esquece as sugestões do medo destrutivo.
Segue adiante, 
mesmo varando a sombra dos próprios erros.
Avança ainda que seja por entre lágrimas.
Trabalha constantemente.
Edifica sempre.
Não consintas que o gelo do desencanto 
te entorpeça o coração.
Não te impressione a dificuldade.
Convence-te de que a vitória espiritual 
é construção para dia-a-dia.
Não desista da paciência.
Não creias em realização sem esforço.
Silêncio para a injúria.
Olvido para o mal.
Perdão às ofensas.
Recorda que os agressores são doentes.
Não permitas que os irmãos desequilibrados 
te destruam o trabalho, te apaguem.

Não menosprezes o dever que a consciência te impõe.
Se te enganaste em algum trecho do caminho, 
reajusta a própria visão e procura o rumo certo.
Não contes vantagens, nem fracassos.
Estuda buscando aprender.
Não te voltes contra ninguém.
Não dramatize provocações ou problemas.
Conserva o hábito da oração 
para que se te faça luz na vida íntima.
Resguarda-te em Deus, 
persevera no trabalho que Deus te confiou.
Ama sempre, fazendo pelos outros 
o melhor que possas realizar.
Age auxiliando.
Serve sem apego
E assim vencerás.

Emmanuel

PERDÃO

Quem não perdoa o ofensor está mais vinculado a ele do que imagina.
Ao invés de afastar-nos,o ressentimento ainda mais nos aproxima daqueles que nos ferem.
Somente quem perdoa libera o pensamento das algemas de ódio que forjou para si.
No estágio evolutivo em que nos encontramos,todos ferimos ou somos feridos por alguém,necessitando,por isto mesmo,de exercermos o perdão recíproco.
Consciente ou inconsciente,estamos magoando as pessoas todos os dias.
Coloquemo-nos no lugar do outro,para compreendermos melhor as suas atitudes conosco.
O ofensor quase sempre é alguém agindo pressionado por problemas que nos escapam à percepção imediata.
Ninguém agride pelo simples prazer de agredir.
Não guardemos mágoa no coração,como quem armazena ressentimento para consumo diário.Quem tenha algo contra alguém não conseguirá ser plenamente feliz.
Estejamos sempre dispostos a perdoar,mas sobretudo humildes no reconhecimento dos erros que cometemos.

                                                                                             IRMÃO JOSÉ 
LIÇÕES DA VIDA

ANJO AMIGO

caminhas...

afirmas absoluta solidão???

Todas as flores do futuro

estão nas sementes do seu

sorriso e do seu amor.

Por mais dura que seja sua angústia,

tenha sempre uma flor reservada

para alguém que está precisando

sentir seu perfume.
"Ninguém conhece os mistérios da vida,

nem seu significado definitivo,mas para

aqueles que desejarem acreditar em seus

sonhos e em si mesmos,a vida é uma

dádiva preciosa na qual tudo é possível."

NUNCA DESISTA

“nunca desista de ser feliz"...

existem pedras.

não desista de andar...

existem barreiras.

não desista de passar...

existem os nós.

é preciso desatar...

existe o desânimo.

é a pior coisa que há...

a estrada é longa.

não desista de chegar...

existe o cansaço.

é preciso caminhar...

existe a derrota.

você nasceu para ganhar...

existe o desamor.

é fundamental amar...“

por isso ame...

acima de Tudo.
Mensagens

paz

Paz...


Quimera, não é um lugar,

Outrora fosse então...

Seria fácil encontrar.

Também não é uma imposição,

Aquilo que parece imposto;

Subjuga a posição.

Antes fosse a paz somente um altar,

Lançaríamos oferendas de amor

E divinamente estancada a dor,

Seria de todo o coração,

Pelo bem que ela nos faz!

Mas, a paz é como uma flor,

Quem a deseja colher;

Primeiro tem que plantar...

Veremos crescer com amor,

Para depois colhermos

os frutos que ela nos traz,

Assim nos seja a paz!

O fruto de nosso amor.

( Cesar Moura )

jardim

"Enfeite-se com margaridas e ternuras.

E escove a alma com flores

Com leves fricções de esperança

De alma escovada e coração acelerado

Saia do quintal de si mesmo

E descubra o próprio jardim".



(Carlos Drummond de Andrade)
As páginas da vida são cheias de

surpresas… Existem capítulos de

alegrias e também de tristezas…



Há mistérios e fantasias,

sofrimentos e decepções.

Por isso, não rasgue páginas e

nem solte capítulos…



Não se apresse a descobrir os

mistérios… E não perca as

esperanças. Pois muitos são os

finais felizes…



E nunca esqueça do principal:

No livro da sua vida, o autor é VOCÊ!!!


Procure sempre e sempre, fazer o bem

a quem quer que seja.

Sua recompensa pode não vir da pessoa

Mas plantando agora você ira

colher bons frutos no futuro.

reflexão

Pessoas foram compostas para serem


ouvidas, sentidas, compreendidas, interpretadas.

Para tocarem nossas vidas com a mesma

força do instante em que foram criadas,

para tocarem suas próprias vidas com

toda essa magia de serem músicas.

E de poderem alçar todos os vôos,

de poderem vibrar com todas as notas,

de poderem cumprir, afinal,

todo o sentido que a elas

foi dado pelo Compositor.




















otimismo

Enumere as boas coisas
que você tem na vida.
Ao tomar consciência
do seu valor,
você será capaz de ir em frente
com muita força,
coragem e confiança!
Trace objetivos para cada dia.
Você conquistará seu arco-íris,
um dia de cada vez.
Seja paciente...

24 de nov de 2010

SOMOS SÓ HUMANOS!!!!!

Em sua caminhada pela vida
nunca busque pessoas perfeitas para sua amizade.
Elas não existem.
Somos todos seres humanos .
Cheios de defeitos
Carentes de afeto, carinho e compreensão.
Somos apenas massa
Que um dia se reduzirá a pó.
Tudo que levamos são as lições.
Tudo que ensinamos volta em forma de aprendizagem.
E numa troca de carinho,
Nos façamos ser compreendidos.
Porque somente o amor transpõe barreiras.
Somente ele Destrói muralhas
Quando se ama ,enxerga-se com os olhos do coração.
Amar......é sublime.
Perfeição não existe.....
O amor sim...
A perfeição só está na alma de quem ama...
por tanto, ame-se em primeiro lugar,
assim vc será feliz e fará feliz todos
os que te rodeiam....

Que seu ♥ esteja sempre
cheio de amor......


Mensagem de Chico Xavier
Chico Xavier

Que Deus não permita que eu perca o ROMANTISMO,
mesmo sabendo que as rosas não falam...
Que eu não perca o OTIMISMO, mesmo sabendo que o futuro
que nos espera pode não ser tão alegre...
Que eu não perca a VONTADE DE VIVER, mesmo sabendo que a vida é,
em muitos momentos, dolorosa...
Que eu não perca a vontade de TER GRANDES AMIGOS,
mesmo sabendo que, com as voltas do mundo,
eles acabam indo embora de nossas vidas...
Que eu não perca a vontade de AJUDAR AS PESSOAS,
Mesmo sabendo que muitas delas são incapazes
de ver, reconhecer e retribuir, esta ajuda...
Que eu não perca o EQUILÍBRIO, mesmo sabendo
que inúmeras forças querem que eu caia...
Que eu não perca A VONTADE DE AMAR, mesmo sabendo que a pessoa que
eu mais amo pode não sentir o mesmo sentimento por mim...
Que eu não perca a LUZ E O BRILHO NO OLHAR, mesmo sabendo que muitas coisas
que verei no mundo escurecerão os meus olhos...
Que eu não perca a GARRA, mesmo sabendo que a derrota e a perda
São dois adversários extremamente perigosos...
Que eu não perca a RAZÃO, mesmo sabendo
que as tentações da vida são inúmeras e deliciosas...
Que eu não perca o sentimento de JUSTIÇA, mesmo
sabendo que o prejudicado possa ser eu...
Que eu não perca o meu FORTE ABRAÇO, mesmo sabendo
que um dia os meus braços estarão fracos...
Que eu não perca a BELEZA E A ALEGRIA DE VIVER, mesmo sabendo
que muitas lágrimas brotarão dos meus olhos e escorrerão por minha alma...
Que eu não perca o AMOR POR MINHA FAMÍLIA, mesmo sabendo que ela
muitas vezes me exigiria esforços incríveis para manter a sua harmonia...
Que eu não perca a vontade de DOAR ESTE ENORME AMOR que existe em meu coração,
mesmo sabendo que muitas vezes ele será submetido e até rejeitado...
Que eu não perca a vontade de SER GRANDE, mesmo
sabendo que o mundo é pequeno...
E acima de tudo...
Que eu jamais me esqueça que Deus me ama infinitamente!
Que um pequeno grão de alegria e esperança dentro de cada um
é capaz de mudar e transformar qualquer coisa, pois,,,
A VIDA É CONSTRUÍDA NOS SONHOS
E CONCRETIZADA NO AMOR!

19 de nov de 2010

reflexão

Vivemos nossas vidas tão preocupados em atingir  nossos objetivos materiais
Que deixamos de estar em harmonia com o Grande Criador
Buscamos tanto a felicidade, e não percebemos que ele está bem ao nosso lado Carregamos tantos fardos inúteis...mágoas, tristezas, medos, preocupações
Buscamos tantas ilusões efêmeras: Sucesso, posição social, títulos...
E nos admiramos quando nos sentimos vazios, deprimidos, sem rumo...
Você já parou para pensar em como a vida é uma dádiva de Deus?
E você, um ser único, por Ele criado para usufruir desta dádiva?
Portanto, viva intensamente, cada minuto, como se fosse seu ultimo
Não deseje nem faça o mal a quem quer que seja...
Faça da humildade tua grandeza, da serenidade tua força
Esqueça as ofensas e mágoas, perdoe...
Viva em Deus e torne-se inatingível
Nenhuma pessoa no mundo terá o poder de te magoar

18 de nov de 2010

Partida Evangélica

Meu filho Jaguar,

Salve Deus!
Meu filho e mestre Jaguar, a grandeza de Deus não tem limites. Vamos agora falar um pouco das coisas que Deus nos proverá neste Ciclo para uma nova era.

Devo dizer querido filho, que eleve seus componentes e saiba regê-lo. É árdua a minha missão de Koatay 108, porém nem por um instante abandono meu filho a caminho de Deus, como todo jaguar.

Meus mestres adjuntos, nos turnos das Falanges Missionárias: é com amor que convocamos esta falange, para apresentação obrigatória dos relatórios, que me darão de suas ninfas missionárias, me fazendo a mãe mais feliz deste universo.

Meu filho, sob a grandeza de Deus, você reforçará mil vezes a harmonia da cura e, teremos êxito ao lado do Cavaleiro da Lança Vermelha. Como sabes, ele é o Cavaleiro da Cura Desobsessiva, dos cegos, dos mudos e dos incompreendidos. Só Deus o grande Deus, nos daria afirmações tão claras nessa missão, nesse sacerdócio. A missão de Koatay 108 vai brilhar por todo este Universo.

Quantas vezes, vendo uma filha missionária com indumentária trazida do céu, bem vestida fisicamente, porém, em seu íntimo despida de compreensão e, de qualquer esclarecimento de seu sacerdócio. Mesmo que ela não tenha aprendido, fica livre a minha consciência, pois não deixei de ensinar.

Saiba filho; “abandonei a Unificação com a minha presença física porque vocês jaguares têm as suas mentes afinadas comigo e, também, com o meu estado de saúde”.

Meu filho, muitas vezes as suas tolices de pensamentos me atingem em cheio, mesmo com todo este acervo que você tem. Mas o meu amor é tão grande, que mesmo nos mundos por onde ando mundos eternos, onde as razões se encontram, onde caem os falsos preconceitos, o simples “chorinho” de um jaguar “mal amado”, me desperta onde quer que eu esteja. Veja: quinta feira ouvi um filho a se lamentar: ”mãe zona”, sei que a senhora esta doente, mas não tenho a quem apelar. Mentalizei, era um dos meus filhos. Além de o abandonarem... seu lamento me atingiu o coração, não a mente. O Grande Morgano me perguntou: - “por que filha, ele não a procurou, se é consciente e sabe que você esta aqui?”- porque é mal amado, respondi. Rimos do mundo sem evolução dos falsos preconceitos. Quem estaria certo neste mundo e no outro? Semelhante atrai semelhante. Por essa e muitas outras razões eu não reparto vocês, realmente não reparto vocês.

O fato é que a dor não tem sobrenome, não se especifica, chama-se apenas dor. Vejam; chegou um homem forçando me ver, falar comigo. Vocês não imaginam o que o levou a me procurar. Este homem está atravessando uma dor milenar. Só Deus sabe se, esse homem esperou séculos para reencontrar aquela dor. E, assim se Deus o permitir...

Nessa doença, pude observar o mestre Tumuchy que, mesmo inconsciente, já resolve problemas. Não se preocupem com uma dor a mais ou a menos, para mim é uma só. Já vi uma mãe chorando a morte de um filho, já vi uma “mal amada” chorando a falta de um amor que saiu embriagado e não voltou. A dor era a mesma. A mãe recebeu de Deus as bênçãos pelo filho que partiu, e se conformou. A abandonada pelo embriagado continuaria sua dor, até que seu cobrador lhe desse trégua.

Filhos, agora eu quero a vida evangélica; vamos agora fazer algumas renovações e enfrentar as coisas que eu nunca tive oportunidade de fazer. Quero uma nova distribuição de Mestres para um curso evangélico. Teremos novas instruções para estes mestres e irei formar novos instrutores, para o desenvolvimento de médiuns a caminho das iniciações. Estes terão que adquirir conhecimentos evangélicos. E se tratará de Jesus, ou da sua vida. Serão conhecimentos de precisão, com mestres escolhidos com muito amor. Quero Jesus o caminheiro, quero Jesus o Nazareno, quero Jesus redivivo, quero Jesus de Reili e Dubali. Eu não gosto que falem de Jesus crucificado. Quem somos nós para entrar-mos nesse mérito? Jesus crucificado ao lado do bom ladrão. Na maioria, os homens só dão valor a Jesus por ter sido crucificado e, muitos já querem também, se libertar do Jesus crucificado, dizendo que Ele tinha corpo fluídico. Não é verdade: Jesus passou por todas as dores do homem físico da terra.

Como já disse acima, eu não gosto que falem em Jesus crucificado, porque poucos entendem, poucos sabem a sua dor. Sabemos que Ele olhava para o Céu e estava perto de Deus, naquele grande cenário. Porém olhando para baixo, sentiu-se entristecido ao ver o regozijo dos planos inferiores, a incompreensão daqueles que o olhavam sofrer na cruz. Jesus chorou porque subindo tão alto, deixou seus irmãos na individualidade, eles ainda não acreditavam que era realmente o Messias, obedecendo às leis de Deus Pai Todo Poderoso. Exato: os homens há pouco lhe permitiam tudo, pensando ser Ele um rei, mas igual um rei neste mundo físico.

Entramos com a filosofia de Mãe Yara, que nada é obrigatório. O povo daquela época, não raciocinava como se aquela atitude de Jesus fosse de humildade, raciocinava sim, como se fosse uma falta de força. Continuando com a filosofia de Mãe Yara, até hoje Deus não nos quer obrigar às doutrinas.

O homem só tem confiança no outro, quando o vê com uma força maior. Longe estavam de sentir Jesus e então nos diz Mãe Yara: o homem deixa sua grande força e vai buscar outra força, uma pessoa que às vezes não promete nada. Assim, ele não permite que seu sexto sentido faça uma análise do seu Sol Interior, nos três Reinos de sua Natureza, rejeitando, na sua vida, a busca do que é seu.

Jesus veio com todo aquele sofrimento e deixou que cada um analisasse por si mesmo em sua própria filosofia. O que eu quero é que vocês se conscientizem em Jesus, no seu amor que era tão grande. Foi tão grande, é tão grande, e veio para nos mostrar que a felicidade não é somente neste mundo.

Meu filho jaguar! Num mundo de provações, mundo onde as razões ainda se encontram a cada dia nos afloram novos pensamentos novas lições. Porém, os planos espirituais, ainda não conseguiram apagar as imagens de Jesus crucificado. Aqui no plano físico, desde quando foi escrito o Santo Evangelho, seus ensinamentos são iguais e, até hoje ninguém se atreveu a mudá-lo.

Meu filho, o homem ama pela força perceptível e receptível. Ninguém acredita na ressurreição dos mortos e, sim, na ressurreição do espírito vivo, mais alto que o Céu. O homem só quer crer nas alturas acima do seu olhar.

Filhos estamos no limiar do I I I Milênio e temos que “afiar nossas garras”. É hora da religião, do desintegrar das forças e, não podemos esquecer um só momento da figura de Jesus o Caminheiro e seu Santo Evangelho. E, para que sejamos vivos ao lado de Jesus, temos que respeita-lo em todos os sentidos e no sentido religioso, temos que respeitar as tradições. Porque a religião, filho, exige o bom propósito moral e social. Assim é a única maneira que podemos dizer: “vivemos num mundo onde as razões se encontram”.

Meu filho Jaguar, filho querido do meu coração. No descortinar da minha mediunidade, minha instrutora Mãe Yara, não me deixou cair no plano de muitos, e advertia a toda hora. Podia sofrer, mas Mãe Yara e Pai João não me deixavam sem aquelas reprimendas. Não tinha importância que eu sofresse, desde que a obra seguisse seu curso normal e eu fosse verdadeira. Em 1958, eu estava no auge de minhas alucinações, como diziam as demais pessoas que me conheciam. Quando eu trabalhava na Novacap, um dia me sentei num restaurante, porque me distanciara de casa. Estava conversando com três colegas e falávamos sobre a Novacap onde trabalhávamos. Entramos no maracangalha, um restaurante da Cidade Livre, trouxeram uma travessa com bifes, por sinal muitos, e era sexta feira da paixão. Eu tinha o princípio da Igreja Católica, não levei em consideração, e coloquei um bife no prato. Naquele instante (na vibração e na desarmonia em que eu vivia), ouvi uns estampidos, e era Mãe Yara. “Filha disse ela: continuas como era. Já estás tão desajustada que te esqueces dos princípios da Igreja Católica Apostólica Romana? Alerta-te, cuida dos teus sentimentos. O dia de hoje representa, em todos os planos, os mesmos sentimentos por Jesus crucificado. Em todos os planos deste Universo que nos é conhecido, sentimos respeito. Filha está na hora, devolves o teu bife para a travessa do restaurante”. Eu estava na companhia de três pessoas, como já disse e, vi que não comiam carne. Eles ainda não acreditavam em mim, entre a mediunidade e a loucura. “Coma amanhã” – continuou Mãe Yara – “não irás mais festejar as incompreensões, as fraquezas daquele pobre instrumento que foi Judas”... Naquele instante comecei a pensar, começaram a passar por minha cabeça as imagens de Judas, que vendeu Jesus por trinta dinheiros. No entanto Mãe Yara, alheia aos meus pensamentos, continuava a sua narração. Judas não foi um traidor, foi sim um supersticioso. Na sua incompreensão, acreditou ser Jesus um ser político. Judas tivera grandes oportunidades de conhecer Jesus, pois o acompanhava desde a sua chegada do Tibet. Nesse período como nos já esclarecera Mãe Yara anteriormente, Jesus passou dos 12 aos 30 anos nos Himalaias, para onde fora levado com a permissão de Maria e José seus pais. Lá Ele fora iniciar-se junto às Legiões em Deus Pai Todo Poderoso e formar o que hoje conhecemos por Sistema Crístico, nos mundos etéricos. De lá Ele voltaria para o início da sua tarefa doutrinária evangélica. Foi quando Jesus chamou aqueles humildes pescadores para serem pescadores de almas. E que viriam a ser em número de doze, estando Judas entre os escolhidos; junto a Jesus, Judas sofrera humilhações nas sinagogas, quando os Rabinos voltaram às costas para Ele... Em fim, quantas lições recebidas...Fenômenos testemunhados...Mas só os pobres e os miseráveis o conheciam analisava Judas em sua incompreensão, já cansado das perseguições daquela época, e pensando que ao forçar um confronto entre Jesus e os homens que o perseguiam, Jesus com um simples olhar colocaria por terra toda aquela gente. Pensava assim força-lo a usar os seus poderes e ser realmente o rei do mundo. Lembrou-se também de quando foram convidados por Jesus para o acompanharem e que o dia estava ruim para pescar, e o amado Mestre atirando a rede sobre as águas e a trazendo cheia de peixes. Em fim, Judas não acreditaria que o Grande Mestre passaria por todas aquelas humilhações. Porém, não foi assim: o que viu foi Jesus ser amarrado e a pontapés ser levado à presença de Pôncio Pilatos... Não foi remorso, foi um grande arrependimento, uma grande dor, de não haver compreendido a grande missão de Jesus que o levou, chorando, pensando, a enforcar-se. Formou-se um temporal, o céu escureceu como escureceu a sua alma. Porque vamos rir, festejar a sua grande desgraça?

Meu filho, entre os diversos conceitos da Igreja que nós respeitamos e, como se tornou uma tradição em todos ou quase todos os sacerdócios, digo: nós não comemos carne às quintas e sextas feiras da semana santa, nós respeitamos esses conceitos. Eles não nos atrapalham em nossa vida evangélica. E respeitamos as tradições da Igreja Católica que foi a base de todas as religiões.

Veja até onde vai à superstição do homem. Veja o que aconteceu quando um grupo de mestres distribuía suas forças e poderes de magia, de sábios conhecimentos permitidos por Deus. Todos já ouviram falar em homens que recitavam a vida dos outros, que levantavam móveis, enfim, realizavam uma série de fenômenos que não vamos entrar no mérito agora. Um desses homens muito sábio sabia que levantava móveis, podia até fazer voar a sua tenda, mas viu que não curava a si mesmo, que as curas eram muito relativas. Ele tinha uma enorme ferida na perna e sabia que existiam muitas espécies de mediunidades, de forças. Sim, existem muitas espécies, e para ser mais prática; como sendo: o doutrinador, o Ajanã, que tem força universal, tem uma espécie de força de cura para perturbações do espírito ou limpeza das vidas materiais e é assim também com outros “tipos” de curas.

Sim, falamos em força universal, esta expressão está sendo mal atribuída ao nosso tempo. Os pretos velhos falam em força universal e, muitos pensam que ter esta força é ter duas mediunidades. Não é verdade. A força universal é de um médium (digamos um doutrinador) com uma espécie de força que cura todas as enfermidades. Veja isso, num Apara, distribuindo bem a sua mediunidade. No homem é bem distinta essa força. O velho sábio supersticioso tinha força universal, mas não acreditava na força do carma. E aquela ferida nada era do que a voz do seu carma. Então o velho sábio soube de um homem que curava e, se encaminhou para ele. Não sabia ele que, ali na sua tenda, estava sob a regência da Lei de Auxílio e, sua perna ali mesmo recebia as gotas do “Prana”. O velho sábio incrédulo à sua própria força, partiu ao encontro do famoso curador. Era longe, no caminho a sua perna doía, as gotas de “Prana” não o encontrando na tenda, voltavam. Com muitas dificuldades chegou até lá, e qual não foi sua surpresa dolorosa!? A casa do curador estava cheia de outros sofredores como ele, ali também lhe pedindo a misericórdia da cura. Neste instante o velho curador dele se aproximando, exclamou Meu Deus! Eu estava com uma ferida na perna, morrendo de dor, pensando em ir atraz do velho sábio de Venal, e ei-lo que chega! Eu já estou curado, já cicatrizou a ferida, graças a Deus estou bom! Oh! Graças me foram dadas, meu mestre de Venal, que lhe posso ser útil? O nosso velho sábio, olhando de um lado para outro pensava: havia se preocupado somente com a sua própria dor... É verdade filho! Cada fracasso de nossa vida nos ensina o que necessitamos aprender. Ajude a todos sem fazer exigências, confiando primeiramente nessa força que vive dentro de você. Sim filho! Porque a fé em você mesmo afirma a sua personalidade. Volte-se para si mesmo. Resolva os seus problemas sozinhos. Escolha os seus amigos. Com a sua mente calma, poderá sentir os seus instintos, a sua capacidade, onde você poderá chegar e vencer a si mesmo. Conhecemos a vida quando conhecemos a morte. Então o velho sábio, levantando as mãos exclamou: Oh! Meu Deus! Me perdoe por duvidar da minha própria força e, envergonhado, sem coragem de olhar para o céu, e sentir o olhar de Deus, se abraçou à sua força e pediu ao velho curador que trouxesse toda aquela gente para atende-lo se aproveitando do “Prana”. Enquanto isso passava por sua mente: Oh! Deus Pai Todo Poderoso, seja feita a sua santa vontade, deixe que doa a minha ferida, que eu me levante do meu orgulho de sábio a caminho de Deus, daí-me forças para que eu possa curar, não tire a minha ferida. Quando viu, as pessoas já estavam curadas, e ele também curado, caminhava.

1983! Somos presidentes Triadas, Trinos Herdeiros Administração, Trinos regentes, somos Adjuntos Trinos, Adjuntos, Adjuntos Rama 2000, somos Comandantes Adjuntos, Adjuntos Koatay 108, Triadas, Adjuntos Regentes, somos 7º Raios, 5º Yurês em Koatay 108, Ninfas a caminho de Deus, somos Magos Adjuntos Autorizados. Pertencemos ao quadro dos Ramas 2000, que fecham o ciclo iniciático do I I I Sétimo. Nós meus filhos, estamos em alto conceito nos Oráculos de Obatalá e Oráculo de Olorum.

Meus filhos, é chegado a hora de movimentar nossa força, temos um Sol Interior. Somos remanescentes de Amon-Rá e, portanto, temos que viver na Simetria desse Sol. Não podemos nos afastar do que é nosso, não podemos absolutamente trabalhar inseguros. Viemos de um mundo onde as razões se encontram e, a grandeza dessa Corrente Mestra é a segurança de uma verdade sã e pura, onde estamos, aqui neste mundo, vivemos todo este acervo, não é para buscar provas ou coisas que valham. Provamos com perseverança e com fenômenos espontâneos trazidos pelos nossos mentores.

Filho, passamos o tempo de brincar, vivemos sob a aura da natureza, respiramos o seu aroma, sentimos que somos diferentes da constituição dos demais. Só Deus conhece Deus, nos revelou um grande sábio no 3º sétimo. Filho, a vida de Deus é a nossa vida, e com ele vibramos com amor e integridade. Filho, é chegada a nossa hora, estamos pisando no limiar do I I I Milênio. Sei é que seremos nós os primeiros a socorrer a pressão provocada pelos fenômenos que virão que surgirão. Sim que surgirão de muitos planos da terra, no horizonte das águas e, também luzes, mil luzes que juntas a nós, nos ajudarão. A vida filho se tornará além das nossas forças, das nossas dores.

Não se esqueça filho, da multiplicação do seu coração, não cresça em si mesmo. Procure sempre ser pequeno para caber no coração dos demais. Cuide de si mesmo: o homem é e sabe que está evoluindo, quando deixa de se preocupar com os mal feitos do seu vizinho.

Com carinho a Mãe em Cristo Jesus.

Tia Neiva.

Vale do Amanhecer, 27 de Abril de 1983.
Imagem em pedra
de um Príncipe Maya,
encontrada em escombros
de Machu Pichu.
Seria a esfinge do "Príncipe das
Grandes Realizações do amor"






VALE DO AMANHECER


Fotos




O Vale do Amanhecer, em Brasília, é um lugar que mostra o quanto pode ser eclética a fé do brasileiro. E onde o êxtase ocorre com a prática da mediunidade: a crença de que os homens podem se comunicar com seres invisíveis.
O templo sagrado do Vale do Amanhecer que chega a reunir num único dia dois mil médiuns.
Na doutrina espírita, médium é toda pessoa que sente, em algum grau, a presença dos espíritos.
Neste lugar, logo na entrada do templo, os médiuns acreditam estar em contato com seres espirituais muito evoluídos, mentores invisíveis que canalizam suas forças através dos médiuns em benefício de alguém que está no meio da roda.
No centro do templo, está a mesa evangélica. Segundo a doutrina do Vale do Amanhecer, lá, espíritos sofredores recebem auxílio dos médiuns.

“O espírito sofredor é essencialmente aquele espírito desencarnado, seja recém desencarnado ou desencarnado há mais tempo, que por suas dores, angústias, mágoas e realizações, ou pela pura incompreensão, não seguiu um destino melhor espiritualmente“, diz o mestre Jarbas Guimarães.

Esses sofredores, que seriam pessoas que morreram, mas cujos espíritos permanecem presos à terra, entram no corpo dos médiuns que estão sentados. Os médiuns que estão em pé auxiliam transmitindo energias positivas.
Algo semelhante ocorre neste setor do templo sagrado do Vale do Amanhecer. Este é o chamado "trabalho de tronos". A crença é que os pretos velhos e as pretas velhas, ex-escravos que possuem conhecimento espiritual, atuam incorporados nos médiuns, orientando e consolando os aflitos e libertando essas pessoas de forças negativas.
O médium que recebe os espíritos, chamado "apará", entra em êxtase espiritual.

“A partir do momento em que a força tomou o seu sistema, ele sente uma outra natureza dentro dele. Ele sente uma natureza muito mais sublimada, muito mais paciente, muito mais sábia. Ele sente”, diz mestre Jarbas.

Na outra extremidade do templo, está a imagem do grande mentor espiritual do Vale do Amanhecer: Pai Seta Branca, considerado um espírito de luz, que em outras encarnações teria sido São Francisco de Assis e também um grande líder da nação tupinambá.
Pai Seta Branca, que segundo esta doutrina trabalha em sintonia com o princípio da caridade cristã, seria o líder de uma formidável variedade de entidades espirituais, chamada Corrente Indiana do Espaço. É uma corrente eclética, que reúne espíritos de negros, índios, caboclos, ciganos, magos, sereias, orientais.
Estas imagens seriam recebidas dos planos espirituais por este artista médium, Joaquim Vilela. Ele aponta outro grupo de mentores da corrente do Pai Seta Branca: entidades vindas do espaço em veículos chamados "estufas".
Fora do templo, ocorre o trabalho de estrela. A finalidade, segundo esta doutrina, é atrair espíritos muito negativos e ajudá-los a seguir em direção à luz. A médium Natália de Queiroz trabalha com uma energia atribuída a Iemanjá, a rainha das águas na tradição afro-brasileira.

“Eu sinto só aquela vibração boa, sinto aquela vibração boa como se estivesse nas águas, mesmo”, diz Natália.

Os homens, chamados jaguares, usam calças marrons para evocar as roupas de Francisco de Assis.
As mulheres são ninfas, cada roupa se refere a uma corrente de seres espirituais.
Este lugar e esta doutrina nasceram dos olhos de Tia Neiva, líder espiritual do Vale do Amanhecer, tida como clarividente pelos seguidores desta linha religiosa.

“Eu me transporto e vejo coisas que Jesus me concede que eu veja”, disse Tia Neiva numa entrevista.

Tia Neiva morreu em novembro de 1985, há vinte anos. Nas décadas de 70 e 80, milhares de pessoas, inclusive artistas e políticos, vinham buscar a orientação dessa sergipana que teve uma vida muito dura.

“Ela ficou viúva aos 22 anos e ela ficou sozinha, com a filha. Então ela foi e tirou a carteira de habilitação. Foi a primeira motorista profissional do Brasil”, diz mestre Raul Zelaya, filho de Tia Neiva.

O filho Raul diz que era neste quarto que Tia Neiva entrava em êxtase mediúnico.

“Ela passou a ter esse fenômeno de ver espírito. O olhar dela era como se tivesse olhando o infinito. Como se estivesse distante”, conta Raul.

A missão de Tia Neiva cresceu. Compare o Vale do Amanhecer na época em que ela morreu e agora: em torno do vale, cresceu uma cidade de 30 mil pessoas.

Hoje, o sucessor de Tia Neiva é o brasileiro nascido no Líbano Michel Hanna, que recebeu o título de trino sumanã, o maior na hierarquia da doutrina.

Ele foi um dos que ajudaram a criadora do Vale do Amanhecer a expandir esta missão, que hoje se espalhou por outros templos no Brasil e no exterior. É assim que ele define o êxtase da prática mediúnica:

“A mediunidade é uma voz direta do céu. Através dela, dessa comunicação, a gente caminha”, diz Michel Hanna.

17 de nov de 2010

OBRIGADO PAI

Vejo o mundo com os olhos da alma
e percebo o quanto tudo é maravilhoso.
O mundo é maravilhoso, 
as pessoas são maravilhosas.
E eu sinto-me imensamente feliz 
por estar aqui neste paraíso,
gozando as delícias que a vida me oferece.
Acredito no meu ideal.
Sei que tenho uma missão a cumprir.
E procuro viver da melhor maneira 
possível para cumprir essa missão
que Deus me outorgou.
Deus guia meus passos.
Sua luz ilumina o meu caminho.
Sua mão me sustenta para que eu não caia.
Sua sabedoria me orienta para que 
eu atinja meus objetivos
e realize meus sonhos.
Eu sou filho de Deus.
Obrigado, pai, 
por esta convicção maravilhosa!

VAMOS PENSAR NISTO

Saber Viver é...

Saber Viver.

Para muitas pessoas saber viver
é acreditar que tudo é possível!
Saber viver é aproveitar cada minuto
como se fosse o último
É olhar ao redor e rir de tudo,
rir de si mesmo
saber viver é crer num amanhã melhor
que os sonhos são possíveis....
Para mim viver é aprender
com os nossos erros,
É rir mesmo quando se tem vontade chorar!
É sonhar sem vontade acordar
Viver é buscar mais que um amanhã melhor
é buscar um hoje especial.
Viver é contar a seus amigos
que você está por perto
quando precisarem de ti
Viver é perceber nos pequenos gestos
quem são seus amigos,
mas é também perdoar os que não o são.
Viver é acreditar que temos uma força bruta
para superar todas as adversidades!
Viver é passar por esse mundo
e deixar seu nome escrito,
tatuado no coração de muitas pessoas.
de uma coisa tenho certeza!
Não há uma receita,
mas sempre podemos escolher o melhor sabor!
que o mais importante é viver!
 
(Sirlei L. Passolongo)